CULTURA DE DJ - O Blog Magazine de Digital Djing

Notícias, Lançamentos, Reviews, Tutoriais, Entrevistas e Opiniões. Tudo sobre Controladores Midi, Software e Acessórios para Djs.

OPINIÃO: O Botão Sync (Usar ou Não Usar?)

Posted by LUIS ALVES On 2:03 PM

O BOTÃO SYNC

O BOTÃO SYNC (USAR OU NÃO USAR?)
Poderia gastar centenas de palavras nesta matéria defendendo ou atacando o tão polêmico botão Sync, mas, prefiro usar uma abordagem diferente e tentar explicar de forma objetiva para que serve afinal o botão sync, quais os benefícios do seu uso e por fim desmistificar o seu uso. Para isso vamos fazer uma viagem ao passado. Quando os primeiros Dj's surgiram usavam como suporte musical leitores de K7 em equipamentos sem crossfader e apenas com botão play e pause. Nessa altura o "beatmatching" era algo pouco conhecido ou usado e só na geração do vinyl foi possível ver essa técnica ser usada com maior precisão. Quando os primeiros leitores de Cd apareceram não existia botão de ajuste de pitch e mais uma vez era o improviso e talento que dominavam as pistas. Quando os "CDJ's" surgiram o pitch fader foi introduzido no uso do Cd e aí voltou a prática comum em toca discos: o Beatmatching (sincronização da batida ou BPM). Nessa altura tudo era feito por ouvido e existia aí uma rotina mecânica que era o acerto do BPM entre duas ou mais músicas. Essa prática, elogiada pelo público na altura, fazia o Dj estar permanentemente acertando as duas músicas e apenas esperando o momento certo para mesclar o som de cada música. Na mesma altura os processadores de efeitos invadem as cabines e o Dj passa a agregar variações de frequência (efeitos) aos seus sets. Com a evolução da tecnologia foi introduzido o contador de batidas (BPM counter) nos CDJ's e nos próprios mixers. Com isso o Dj bastava igualar manualmente o BMP que aparecia no visor, marcar o ponto de início da música (CUE) e esperar o momento para soltar o Play. Isso fez com que o Dj pudesse ter mais tempo para explorar os efeitos e os loops que estavam agora sendo introduzidos nos equipamentos profissionais. Com essa evolução foi percebido o aumento da complexidade dos set's e a riqueza da fusão das músicas na pista de dança.

O BOTÃO SYNC

AS NOVAS TECNOLOGIAS
Com a introdução do Digital Djing no mercado (Software + Controladores Midi), uma nova janela se abriu para os profissionais: a capacidade para remixar ao vivo, fazer mashup's, edit's e pequenas produções tudo em tempo real e tudo com base em improviso (com a devida preparação no estúdio é claro). Ao serem abertas possibilidades virtualmente infinitas, o Dj passou a concentrar sua atenção nas novas funções do Digital Djing enquanto necessitava de mais tempo para poder explorar durante o set todas as novidades de forma intuitiva e imediata.

A FUNÇÃO SYNC
A melhor maneira maneira de descrever a função sync é a de pensarmos em um relógio midi (Midi Clock), um pulso que é emitido em teclados, sequenciadores, baterias eletrônicas e samplers e que permite que o BPM (O tempo) seja mantido igual em todos os equipamentos para que tudo seja sincronizado entre si. De uma forma rudimentar a função sync apenas e só tenta igualar o tempo entre duas músicas. Do ponto em que duas músicas estão em sincronia de BPM até o Dj conseguir fazer um bom set e mixagem há um longo caminho a percorrer. De forma errada a função sync é compreendida como algo que pode ser aproximado de sabotagem profissional, mas na verdade a função sync é algo que produtores e músicos usam há muito tempo e sem qualquer polêmica envolvida.

O BOTÃO SYNC

A POLÊMICA
Um dos argumentos de quem é contra o Sync é que um Dj só é Dj se souber fazer BeatMatching (sincronização do tempo entre duas músicas) por ouvido ou manual. Na verdade isso é importante, mas nunca foi visto em lado nenhum uma imposição para que o Dj saiba usar essa técnica. Na verdade, existe aqui a ideia completamente distorcida de que o Sync é um gênero de "Auto-Mix" quando na verdade o Sync pode fazer o Dj ganhar tempo mas nunca, em tempo algum ele é algo que permita o Dj mixar melhor. Vamos por partes: se a função Sync iguala o tempo entre duas músicas, devemos reconhecer que o Dj terá mais tempo para explorar outras funções. Mas igualar BPM's nada tem a ver com a qualidade do set e a técnica do Dj e por consequência não é igualando o tempo entre duas músicas que o Dj é bom Dj!

A ARTE DO DJING
A arte do Djing vai muito mas muito além da sincronização entre duas músicas. O Dj precisa antes de mais ser um pesquisador: só através de boa matéria prima (músicas) ele conseguirá fazer um bom set. O uso da função Sync em nada contribui para "O fim do Djing" como muitos afirmam. O Dj deve ser capaz de encher uma pista, manter o público animado, fazer a escolha certa das músicas no momento certo, saber fazer boas transições entre músicas, ter a capacidade de oferecer um set estruturado gerando assim seguidores e claro mais contratos de trabalho. Tudo isso é algo que o "Sync" não faz por você. Ele não é uma função mágica que torna qualquer pessoa em um bom profissional.

O BOTÃO SYNC

A ATUALIDADE
É comum ver muitos Dj's afirmarem: "Quem usa o Sync não é um verdadeiro DJ". Francamente esse tipo de afirmação ou posição com alguma revolta (quem sabe infundada ou sem conhecimento de causa), não faz ninguém ganhar nada. Ter esse tipo de posição, não faz com que o Dj tenha mais eventos nem dignifica a classe. Na verdade existe um gênero de estigma de que um Dj para ser bom deve ser aprovado por outros Dj's o que francamente acho curioso uma vez que o cliente do Dj é o público e não necessariamente os outros Dj's. Juntando a tudo isto a Pioneer Dj nome que é tido como referência no Djing mundial, junta precisamente essa função nos seus novos equipamentos e torna também no setup CDJ o Sync como função padrão no Djing mundial. Isto mostra que a tecnologia está disponível e nada tem de errado usar tudo o que ela nos oferece.

CONCLUSÃO
Algo que talvez não seja entendido com clareza é que não é porque as funções existem que somos "Obrigados a usa-las"! Ninguém obriga um Dj a usar o Beatmatching automatizado (O Sync), e só usa quem quer. Mesmo assim não existe qualquer legitimidade em descriminar os profissionais que o usam. Eu pessoalmente uso a função Sync e considero algo útil e que me permite gastar o meu tempo a me preocupar com outros detalhes do meu set. Amo as novas tecnologias e não considero um pecado as usar em meu benefício. Junto aqui um resumo sobre o Sync dos nossos colegas do DJ WORX que resume de forma objetiva a função Sync:
  • O Sync não é mixagem e sim Beatmatching automatizado;
  • O Sync não representa a morte do Djing;
  • O Sync não torna você em um DJ;
  • O Sync não enche a pista de dança;
  • O Sync não faz você ser contratado;
  • O Sync não trás paqueras;
Para finalizar, acredito que é importante relevar que cada um tem direito à sua opinião mas acima de tudo o respeito pelas escolhas dos outros é algo muito mais importante nesta indústria. De nada adianta tentar "marginalizar" o Dj que opta pelo uso do Sync. É uma opção pessoal e não algo coletivo. Também não considero correto muitos Djs usarem a função como um grande segredo. Se você usa porquê esconder? O receio em reconhecer o uso do Sync é algo cada vez mais comum e acreditem existem muitos Djs que defendem a erradicação da função e que secretamente fazem uso constante da função. Afinal o mais importante é o Dj se focar na qualidade da mixagem, na sua técnica e no produto final: o set, e levar alegria às pistas de dança. Na verdade, o público não está minimamente interessado se o Dj usa o Sync ou não, ele apenas se quer divertir!

E você, depois de ler esta matéria o que você acha da função Sync? Você usa a função? Estamos abertos a receber todo o tipo de opiniões seja a favor ou contra desde que devidamente fundamentadas. Comente e participe nesta partilha de opiniões.

Deixe o seu comentário sobre este artigo.






SUBSCREVA O NOSSO FEED POR E-MAIL E FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS NOVIDADES:






CULTURA DE DJ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...